Matisse, Cézanne, Picasso…L‘Aventura des Stein: POR VANDA KLABIN!

 

FOTO 1: Catálogos da Expo Stein!
“FOTO 2: Os irmãos Stein, Leo, Gertrud e Michael!

O Blog convidou a querida amiga Vanda Klabin, historiadora e das mais competentes e consagradas curadoras do Brasil, pra nos contar suas impressões sobre uma deslumbrante exposição que acontece em Paris! BN

“L’Aventure des Stein”(FOTO 1), em cartaz no Grand Palais, Paris, é uma exposição que reconstitui  a história da coleção Stein, a cronologia de suas  aquisições e a dinâmica da vanguarda histórica no início do século XX . A coleção original da família  abrigava cerca de 600 obras de arte, as mais audaciosas da época. Nessa  mostra,  dividida em oito módulos, fruto  de uma colaboração franco –americana, estão presentes cerca de 200 verdadeiras obra-primas.

A fortuna dos Stein (FOTO 2) tem sua origem no desenvolvimento do  sistema de trens de São Francisco, que estava em plena reorganização com a passagem de cabos elétricos, investimento que permitiram aos Stein levar uma vida confortável à partir de 1904.

Afamília Stein,  Leo & Gertrude & Michael e sua mulher Sarah,  de origem  americana, fixam residência em  Paris no início do século XX e acolheram em suas residências, a vanguarda artística predominante nos anos  1910/1930 e constituíram, cada um com seu olhar muito original,  uma espetacular coleção de arte moderna, onde estão presentes obras de  Paul Cézanne, Pablo Picasso, Henri  Matisse, Edgar Degas,  Pierre-Auguste Renoir, Pierre Bonnard,  Francis Picabia , Juan Gris, Paul Gauguin,  entre outros.

Leo Stein   foi o primeiro a chegar , fascinado pela arte européia e com um olhar com vistas para a modernidade. Realiza viagens  para China, Japão, Singapura e em seguida, pela Europa.  Passa um longo tempo  na Itália, sobretudo em Florença, admira as obras do Quatroccentto italiano, sobretudo Piero della Francesca, Paolo Ucello, Gioto e a Crucificação, de Mantegna. Essas obras o preparam para  o entendimento  dos valores táteis da arte,  “com a utilização da cor que atravessa a obra totalmente”.   Essa ponte entre o classicismo italiano e o impressionismo  será publicada em seu próprio  livro, The A-B-C of Aesthetics.

Adquire a  obra Cinq Pommes, de Cézanne (FOTO 3) que impulsiona o início de sua  coleção, e na sequência,   os primeiros Cézannes,  os primeiros Picassos  e as telas radicais de Matisse. Em 1902,  instala-se na rue Fleurus 27, em Paris.

Gertrude resolve seguir o mesmo caminho e mais tarde Sarah & Michael (FOTO 4), encantados com os relatos parisieneses  dos irmãos e também  fixam residência em  1904,  na 58 rue Madame (FOTO 5), em  Paris.

Os Stein  tornaram-se logo parte integrante da vida parisiense. Recebiam com muita frequência,  o que transformou  suas residências em locais fundamentais para as brilhantes  discussões sobre  arte, literatura  ou música e foi ali que Picasso e Matisse se conheceram.  Os famosos “les samedis soir” constituíram  os  verdadeiros salões artísticos e literários na época,  pois reuniam  artistas, escritores, poetas  e intelectuais de origens diversas. E a  concentração de telas de Matisse, Cézanne e Picasso era considerável, pendurados de forma  densa (FOTOS 6 e 7), saturada, desordenada,  ocupando  todas a extensão das paredes, uma excelente matéria para a reflexão  e apreciação estética, como as fotografias de Man Ray registraram muito bem. O jornal New York Times menciona  esses encontros na rue de Fleurus (FOTO OITO) com “o salão cultural mais conhecido no mundo”. Ali estavam presentes não apenas as obras,   como também os artistas :  Pablo Picasso, Henri Matisse,  Guillaume Apollinaire, Jean Cocteau, Erik Satie,  Ezra Pound, Scott Fitzgerald, Ernest Hemingway, Joyce, entre outros.

Gertrude Stein, escritora, grande amiga /conselheira  de Picasso  e sua companheira Alice Toklas ( FOTO 9),  com seus cabelos cortados à  “Julio César “, conhecidas como Miss Stein & Miss Toklas,  estão presentes no livro de Hemingway, Paris est une Fête.  Gertrude alcança notoriedade ao publicar o seu  livro L’Autobiographie  d’ Alice  B. Toklas, sua companheira por muitos anos, onde relata grande parte dessa aventura dos Stein. Criou uma nova forma literária baseada na repetição e inspirada  nas teorias pictóricas modernas, como o cubismo e a decomposição dos volumes.

Nas suas palavras: “eu parava diante de um quadro e o olhava sem cessar, exatamente como um botânico diante da flora de um país desconhecido”.

Encontramos uma reconstituição mítica  dos “les samedis soir “, dos Stein, no último  filme de Woody Allen, Midnight in Paris , 2011

Gertude Stein  e  seu inseparável broche de coral  será registrada  no seu retrato (ela posou 96 vezes para o artista) pintado por Picasso, entre 1905-1906 (FOTO 10), quando o artista tinha 24 anos e marca um momento importante na vida de Picasso. Já prenuncia as Les Demoiselles d’Avignon , o desenvolvimento do Cubismo e o seu recente  interesse pelas máscaras africanas.

La Femme au Chapeau (FOTO 11), tela exposta e recusada no Salon D’automne, de 1905,  foi objeto de um grande escândalo e  considerada uma obra “fauve “,    foi a primeira tela do artista comprado por  Michael & Sarah Stein, dando início à uma longa amizade do  casal com Matisse e  origem a uma coleção  consagrada ao artista, com mais de  quarenta obras.

Em 1926, o casal  constrói uma casa moderna Stein-de Monzie, Les Terrasses (FOTO 12), em Vaucresson,  perto de Paris, com projeto de Le Corbusier, como um prolongamento da sua aventura na arte moderna e para abrigar a sua coleção de Matisses.  Foi visitada por Piet Mondrian,  El Lissitsky  e  Abel Gance, que rodou ali o seu filme La  Fin du Monde . Residem ali até 1935,  quando o risco do nazismo/ facismo determinará o seu retorno para os Estados Unidos com a sua preciosa coleção.

Exposição imperdível para entender os caminhos para a descoberta da arte moderna e asmudanças radicais que ocorreram no início do século XX. Abalou Paris!!!!” Vanda Klabin!

NOTA DO BLOG:
A exposição fica no Grand Palais até 16 de janeiro de 2012 e depois vai pro Metropolitan Museum de NYC, de 28 de fevereiro até 3 de junho de 2012: Organizem-se galera, é um MUST GO! BN

CURTAM AS FOTOS QUE ILUSTRAM O TEXTO, ESCOLHIDAS A DEDO, POR NOSSA CURADORA VANDINHA!

FOTO 3: “Cinq Pommes”, de Paul Cézanne: O início de tudo!
FOTO 4: Sarah e Michael Stein, por Henri Matisse!
FOTO 5: A casa de Michael e Sara Stein!
FOTO 6: A casa de Leo e Gerturud e os lindos quadros!
FOTO 7: Outro ângulo da coleção e da casa!
FOTO 8: Os Stein e Matisse na casa da Rue Fleurus!
FOTO 9: Gertrud e Alice, por Cecil Beaton!
FOTO 10: ” Portrait of Gertrud Stein”, de Picasso, que a pintou 96 VEZES: Quem me dera UMINHA!
FOTO 11 : “La Femme au Chapeau”, por Henri Matisse, escândalo em 1905!
FOTO 12: Villa Stein, projetada por Le Corbusier, que luxo!          Os Stein sempre bem acompanhados: Desta vez por Mondrian!

SÓ PRA DAR ÁGUA NA BOCA:

“Les Cinq Baigneurs”, de Paul Cézanne, 1892
“Bonheur de Vivre”, de Henri Matisse, 1905! 
“Nu à la Serviette”, de Pablo Picasso, 1907! 
“Apollinaire et ses Amis”, de Marie Laurencina, 1909!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 ideias sobre “Matisse, Cézanne, Picasso…L‘Aventura des Stein: POR VANDA KLABIN!

  1. Adorei os comentários! Aguça a curiosidade e anima ver “in loco”! Já tinha lido a história da família e tinha vontade de ver as obras. Que bom! Dezembro lá estarei conferindo! Beijo, Bebel!

    [Reply]

    Administrador Reply:

    OI minha tão querida Bitu, quanta honra ter vc por aqui! Também estou me organizando pq esta expo é imperdível! Bjs carinhosos BN

    [Reply]

  2. Ah! Se pudéssemos ter na Internet muitos outros blogs com a qualidade de excelentes textos e informações disponibilizados neste quanto de bom seria navegar em prol da Cultura. Parabéns e continuem generosas nos passando mais conhecimentos sobre tudo e todos.

    [Reply]

    Administrador Reply:

    Oi Fernando, generosidade é ter pessoas do seu quilate nos incentivando de verdade como vc! Muita benção! BN

    [Reply]

  3. Muito interessante a materia e excelente o site, que ainda estou “explorando”! Voces estao de parabens! Apenas uma correcao: o livro Paris est une fete foi escrito por Ernest Hemingway, e nao por Scott Fitzgerald (ambos frequentavam Gertrude Stein nos anos 20).

    [Reply]

    Administrador Reply:

    Com toda razão vc nos corrige! É um dos meus livros de cabeceira e graças ao bom Deus foi reeditado e assim pude dar pras minhas filhas! BN

    [Reply]

    vanda klabin Reply:

    claro que é o Ernest Hemingway, foi um lapso na minha digitação e revisão entre tantos intelectuais juntos…

    [Reply]

    Administrador Reply:

    Oi Marcella muito obrigada por estar conosco e por nos ajudar a sermos melhores! BN

    [Reply]

    Marcella Machado Carneiro Reply:

    e’ um prazer! 🙂

    [Reply]

  4. Vandinha e Meninas do 40 Forever,

    Esta linda e imperdível, esta postagem. A Vandinha , só aprendo com ela! E vcs estão de parabéns!

    [Reply]

    Bebel Bittencourt Niemeyer Reply:

    Oi Helena, muito obrigada pela visita! Esta expo está agora em NYC, no MOMA! Vai que vc passa por lá… Bjs da BN

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *