MENU DE SAL, COMO ASSIM?! TRAGAM MEUS SAIS!

Enoteca Pinchiorri: os menus que encantam!

Considerado um dos melhores restaurantes do mundo o Enoteca Pinchiorri, em Florença, encanta pela sobriedade, elegância e requintes surpreendentes!

Porque comida boa e carta de vinhos indizíveis, alguns outros também têm. Mas dois detalhes nocautearam meu queijo, a primeira vez que estive lá: O menu de água mineral, com mais de duzentos exemplares, vindos dos quatro cantos do mundo e a inusitada seleção de sais, pra usarmos com o azeite, no pão delicioso: Eram mais de trinta opções, fiquei doidinha pra escolher!

O tempo passou, a aldeia global resumiu tudo e eis que encontro, nas minhas andanças pelo Mundial, Zona Sul e DelliGil, uma considerável coleção de sais que me fizeram achar que o Hawai era (quase) aqui! Não sei se fazem tanta diferença no paladar, mas servem e como, pra causar… Vejam alguns deles! BN

Três exemplares havaianos: vermelho, preto e verde: No Mundial, Zona Sul e DelliGil!

 

Genser, O sal saudável: No Zona Sul!

 

Celural: Sal à vácuo, "what ever that means"... No Zona Sul!

Trio internacional: Sal azul iraniano, sal defumado dinamarquês e sal rosa do Himalaya: No DelliGil, da Cobal do Leblon!

 

Sal francês 1: De Camargue, do DelliGil!

Sal francés 2: Quatro exemplares da Île de Noirmoutier, do DelliGil!

Sal da Sicília: no DelliGil!

 

Sal rosa do Himalaya: Linda a cor e tamanho família, no DelliGil!

 

Sal trufado: Uma pitada de requinte no seu rizzo, no DelliGil!

 

Sal defumado inglês, no DelliGil!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 ideias sobre “MENU DE SAL, COMO ASSIM?! TRAGAM MEUS SAIS!

  1. Amada, acabei de voltar de la.achamos tb o maximoo menu de aguas.alem disso as “donas”sao delicadamente agraciadas com uma petite boite de deliciosos chocolates! Muito chique.bjs

  2. A respeito de sal, a Delicatessen da Globus em Basiléia, no seu subsolo, tem uma enorme variedade de sais para cozinha, com destaque para sal de caviar, sal de lava negra do Havaí, sal com ervas especiais para paella, sal curado no Carvalho, sal floculado (forma piramidal) da região de Chipre, sal floculado (cor do abricó) da Austrália e sal vermelho com cinzas de vulcão do Havaí (misture com ervas e use para selar peças de carne).
    Boa parte dessas especiarias provem da África do Sul.
    Parabéns pelo website.

    • Oi Rodolfo que bom vc visitando a gente no nosso Blog! Amei sua dica desta delicatessen, mas me conta aonde é, tem site? Adoraria conhece-la! Obrigada BN

      • Olá, Bebel!
        Obrigado pelo interesse.
        Ela fica no número 2 da Marktplatz, na mesma calçada ( indo para o rio Reno) da Rathaus, o Parlamento da região.
        O site é http://www.Globus.ch, está em alemão mas com opção em francês. Você pode se inscrever e receber periodicamente (e-mail) com as novidades. Eles sempre tem coisas interessantes, como, por ex., festival de queijos e especiarias da Córsega.
        Um abraço, e à disposição.
        Rodolfo

          • Desculpando-me por voltar ao tema, mas estou fazendo isso porque me lembrei de um item normalmente à venda lá na Globus que certamente é uma sugestão de presente bastante original, refinado até: kkit com ralador e pedra grande de sal do Himalaia (aquele cor de rosa). Você rala o sal na mesa ( sobre a salada, por ex.) na hora de comer.
            Um abraço.
            Rodofo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *