EXPO DAS JÓIAS DAS ESCRAVAS DO BRASIL: POR VANDA KLABIN!

Com a maior alegria o Blog recebe, mais uma vez, a honrosa visita da queridíssima Vanda Klabin. Sempre com um relato incrível do que acontece de importante nas artes plásticas, mundo afora, agora ela nos conta sobre a linda exposição das jóias das escravas do Brasil, “PERLE DE LIBERTÉ- BIJOUX AFRO-BRÉSILIENS”, que acontece em meio à “Europalia, Brasil/Bruxelas”, na Bélgica.

A expô foi montada numa antiga fábrica de carvão, que virou galeria de arte, em Grand-Hornu e da ambientação ao exposto, tudo é show! Passemos, então, a palavra a quem a merece! BN

VANDA KLABIN
DEZEMBRO DE 2011
“PERLES DE LIBERTÉ / bijoux afro- brésiliens”
GRAND-HORNU, BÉLGICA
CURADORIA: ROBERTO CONDURU

 

” Essa exposição, que faz parte da Europália-Brasil, o maior festival de cultura da Bélgica, que esse ano tem a cultura brasileira como tema, reúne, pela primeira vez, um grande acervo histórico de jóias e ornamentos  usados por escravas brasileiras que conquistaram a liberdade, nos  séculos XVIII  e XIX, no Brasil.

A emergência dessa joalheria, com características tão singulares,  derivada do tráfico negreiro e da escravidão no Brasil,  são consideradas pelos historiadores, uma invenção brasileira.  Essa ourivesaria colonial vai se apropriar das referências africanas e européias, sendo fabricadas por ourives e artesãos anônimos, de origem africana.

Essas jóias-amuletos são indicadoras de uma mobilidade social ou econômica, sendo as pencas ou balangandãs, significativas de preceitos religiososos, fertilidade, sexualidade, devoção ou proteção contra maus  olhados.

Essas jóias eram o símbolo de riqueza, poder e de distinção social , as verdadeiras pérolas da cultura brasileira“, diz Roberto Conduru, curador da mostra.  O essencial era explorar o material, de forma a ser visualmente importantee as técnicas como filigrana e a ciselure são praticadas pelos  artesãos para explorar, ao máximo, a luminosidade do metal e gera imagens de grande  opulência.

Acompanha a exposição  a coleção de colares de pérolas dos processos de iniciação, concebidos por Jorge Rodrigues e Júnior  de Odé, seguido de  um conjunto de fotografias  de Pierre Verger, Marc Ferrez, Marcel Gautherot, José Medeiros, Adenor Gondim, Francisco Moreira da Costa e Ayrson Heráclito, que testemunham as jóias incorporadas ao vestuário e a presença negra na arte brasileira.

O local que abriga a  mostra,  uma antiga fábrica de carvão de estilo neoclássico, erguida entre 1810/1830 quase na fronteira da França, é de uma beleza inigualável e desde os anos oitenta ,faz parte do patrimônio histórico mundial e realiza importantes exposições temporárias internacionais.”  Vanda Klabin!

FAÇAMOS AGORA UM TOUR FOTOGRÁFICO PELA EXPOSIÇÃO:

A AMBIENTAÇÃO DA EXPOSIÇÃO:

VEJAM OS LINDOS DISPLAYS / VITRINES:

 
AS PULSEIRAS:

By the way, as largas que vemos abaixo são as famosas “escravas”…

OS VARIADOS COLARES, CUJOS MATERIAIS E DESIGN SÃO MEGA ATUAIS, VEJAM:

DIVERSOS ENFEITES COMO BRINCOS, PENCAS, FIGAS, PENDURICALHOS, ETC:

CURTAM AS FOTOS DE ALGUMAS DAS BIJOUXS MOSTRADAS ACIMA, USADAS POR SEUS PROPRIETÁRIOS:

VANDA MANGIA KLABIN

Tel   +55 (21) 2267-2662
+55 (21) 2522-5624
Fax  +55 (21) 2523-9335
Cel   +55 (21) 9986.9256
vklabin@terra.com.br
vklabin@gmail.com                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 ideias sobre “EXPO DAS JÓIAS DAS ESCRAVAS DO BRASIL: POR VANDA KLABIN!

  1. Excelente matéria. Tive oportunidade de ver na Bahia estas fabulosas jóias.
    As escravas agraciadas eram o orgulho e tb as preferidas das Sinhás endinheiradas. ( muitas vêzes amantes de donos de senzalas imensas.)

  2. Que post maravilhoso – adorei e já recomendei a expo para uma amiga q mora na Bélgica. Os balangandãs, as escravas, o coral… De onde são as jóias ?
    Bjo, Teresa

    • Oi Teresa, dever de casa feito! As jóias são do Museu Costa Pinto, em Salvador, Bahia, do Museu Histórico Nacional, no RJ, obaaaa pertinho da gente, do Museu do Folclore do RJ, oba again, e de uma coleção particular em Sampa! Bjs Bn

  3. Tudo muito lindo e de grande profissionalidade, vi muito rápido e não vi quem são os artistas… Onde é o local?
    Sei que as fotos são da Klabin. Sou designer de jóias, lançei recentemente o livro Joias&Pérolas gostaria muito de enviar um exemplar para os organizadores. Favor fornecer um end.
    Abs Marivaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *